Entenda quais as medidas de segurança impostas com o novo padrão de placas veiculares Mercosul

Em meio há muitas polêmicas, o sistema de segurança das novas placas é útil e importante para a segurança do consumidor

Implantada no estado do Paraná desde 17 de Dezembro de 2018, as placas veiculares padrão Mercosul adotam um sistema diferenciado das placas anteriores, os modelos refletivos.

A mudança é visível, e não somente em sua estética que foi completamente alterada, mas sim, em todo o seu sistema de segurança, desde a escolha dos seus alfanuméricos e a extinção do lacre.

A retirada do lacre é sem dúvida a mais questionada pelos consumidores, que alegam a falta de segurança no novo modelo, porém, para quem atua na área, identifica que o lacre não trazia segurança para o veículo, se tratava apenas de uma “falsa segurança” pelo fato do mesmo estar preso ao veículo.

Os lacres utilizados nos modelos de placas anteriores não possuíam um rastreio, sendo que era facilmente possível alterar o lacre do veículo sem passar por uma empresa credenciada ao Detran.

Já a nova medida de segurança imposta nas placas modelo Mercosul, utiliza-se do QR Code substituindo o lacre, e é possível cadastrar vários dados no momento da confecção, sendo eles: dados da indústria fabricante da chapa, da estampadora, do proprietário e do veículo. Todo esse cadastro é feito no momento do registro e confecção da placa, sendo que ficam à disposição do Detran, Denatran, órgãos de fiscalização como Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Cetrans e da estampadora responsável pelo emplacamento.

A mudança realizada nos alfanuméricos veio para dificultar a famosa clonagem de veículos, sendo que agora letras e números possuem design diferente um dos outros, incluindo o número 0 e a letra O, que agora são feitos com formas diferentes.

A solicitação do emplacamento do novo padrão só pode ser realizada pelo proprietário do veículo, ou seja, o nome do responsável que estiver no CRLV (Certificado de registro e licenciamento do veículo), o que também é uma medida de segurança imposta na nova portaria para evitar que terceiros tenham acesso as placas veiculares, sendo assim, somente proprietário terá acesso a solicitação e emplacamento do seu veículo.

Ou seja, no quesito segurança a placa Mercosul já saiu na frente, com métodos que dificultam a clonagem das chapas e possibilitam o rastreio das chapas.

Sobre essa e outras dúvidas, acesse nosso portal ou nos faça uma visita para regularizar seu veículo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *